a-edificacao-da-vida-em-deus

Deus criou todas as coisas perfeitas, nada do que Ele fez foi conflituoso. O pecado do homem e a sua consequente separação de Deus trouxeram as imperfeições, os conflitos e as situações desastrosas que o mundo vivencia. Contudo, mesmo em um mundo tão caótico, é possível edificar uma vida diferente. Para que isso aconteça, é preciso estar em Deus. Ezequias é um exemplo de alguém que herdou uma situação caótica, mas  edificou sua vida e nação em Deus; e obteve resultados maravilhosos.

I – Históricos familiares e escolhas.

a) O pai de Ezequias, Acaz, foi um homem terrível. Era idólatra e

chegou a queimar seus filhos em sacrifícios às divindades (2Cr 28.1-3). Trancou as portas do templo do Senhor e assim impediu que o povo cultuasse ao verdadeiro Deus (2Cr 28.24).

b) Ezequias escolheu não adotar https://www.viagrasansordonnancefr.com/viagra-en-pharmacie/ os comportamentos de seu pai. “Ele fez o que o Senhor aprova…” (2Cr 29.2).Manassés, filho de Ezequias, teve de seu pai uma herança maravilhosa, contudo escolheu não seguir o excelente exemplo de seu pai e fez o que o Senhor reprova (2Cr 33.2).

c) A história e o comportamento familiar exercem uma grande influência sobre nós, porém o que vai determinar a nossa história serão as nossas escolhas. Uma vida bem edificada virá como consequência de nosso compromisso com Deus.

 

II – Culto a Deus e o rompimento com o mal.

a) “No primeiro mês do primeiro ano de seu reinado, ele reabriu as portas do templo do Senhor e as consertou” (2Cr 29.3). “Pretendo, pois, agora fazer uma aliança com o Senhor…” (2Cr 29.10). “[…]Assim foi restabelecido o culto no templo do Senhor” (2Cr 29.35). “[…] os israelitas saíram pelas cidades de Judá e despedaçaram as pedras sagradas e derrubaram os postes sagrados. Eles destruíram os altares idólatras em todo o Judá e Benjamim, e em Efraim e https://www.acheterviagrafr24.com/vente-viagra/ Manassés […]” 2Cr 31.20,21).

b) Ezequias reestabeleceu o culto a Deus, entrou em aliança (compromisso) com o Senhor e rompeu com a idolatria e o pecado que havia se instalado na nação. Essas foram atitudes que demandaram muita coragem deste rei, pois ele herdara uma cultura idólatra pecadora e corrupta.

c) Para que edifiquemos nossa vida em Deus, igualmente, precisamos priorizar o culto a Deus; ter uma vida de compromisso com Ele; romper com a idolatria; com as forças do mal e com as heranças malditas que se perpetuaram no comportamento familiar.

 

III – Prosperidade como consequência.

a) “Foi isso que Ezequias fez em todo o reino de Judá. Ele fez o que era bom e certo, e em tudo foi fiel diante do Senhor, do seu Deus. Em tudo o que ele empreendeu no serviço do templo de Deus e na obediência à lei e aos mandamentos, ele buscou o seu Deus e trabalhou de todo o coração; e por isso prosperou” (2Cr 31.20,21).

b) Ezequias não fez o que fez para prosperar, mas prosperou em consequência do que fez. Ele não buscou a prosperidade, buscou a Deus e procurou obedecê-Lo. Sua prioridade foi Deus e o culto a Ele.

c) A nossa busca deve ser por Deus em uma vida que busque obedecê-Lo. Como consequência experimentaremos a prosperidade.

 

Concl. Edifiquemos nossa vida em Deus fazendo escolhas certas, cultuando a Deus, rompendo com o mal. Assim, experimentaremos a presença de Deus e, como consequência, as https://www.acheterviagrafr24.com/viagra-online/ Suas bênçãos.

Pastor Silas Zdrojewski