para-estar-na-presenca-de-deus

 O lugar onde todo o homem deveria estar é na presença de Deus. No Salmo 16.11 lemos que na presença do Senhor há plena alegria e eterno prazer. Em nenhum outro lugar se pode encontrar mais alegria ou prazer, do que na presença dEle. Este é um lugar no qual podemos caminhar em direção dEle e lá estar. O autor aos Hebreus, inspirado pelo Espírito Santo, nos convida a irmos até esta santa presença. E nos mostra, claramente, como chegar e lá permanecer.

I – Pelo sangue de Jesus.

a) “Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus, por um novo e vivo caminho que ele nos abriu por meio do véu, isto é, do seu corpo. Temos, pois, um grande sacerdote sobre a casa de Deus” (19-21).

b) O escritor aos hebreus toma a figura do lugar santíssimo no templo, onde a presença doSenhor habitava de uma maneira muito especial. Naquele lugar,apenas o sumo sacerdote poderia entrar uma vez ao ano. E se esse sacerdote não reunisse determinadas condições, ele morreria. Agora, a Palavra de Deus mostra que, pelo sangue de Jesus, todos podem teracesso a essa presença. Isso tudo porque o sangue de Jesus é que la viagra puro e tem poder purificador.

c) Não há outro caminho para chegar à presença de Deus a não ser por Jesus, que derramou o Seu sangue para nos purificar de todo pecado.

 

II – Com uma aproximação adequada.

a) “Sendo assim, aproximemo-nos de Deus com um coração sincero e com plena convicção de fé, tendo os corações aspergidos para nos purificar de uma consciência culpada, e tendo os nossos corpos lavados com água pura”(v.22).

b) Para que esta aproximação de Deus ocorra de forma adequada, é preciso um coração sincero, verdadeiro, sem hipocrisia; pois nada pode ser escondido de Deus. Há, também, a necessidade de uma fé convicta de que Deus ama; e de que o sacrifício de Jesus é suficiente para a salvação. O coração deve estar purificado de toda a culpa e o corpo lavado com água pura (alusão ao batismo).

c) Sempre que nos aproximamos da presença divina, é preciso que estejamos com o nosso coração sincero (sem hipocrisia), convicto do amor de Deus e da suficiência do sacrifício de Cristo. A certeza de que os nossos pecados estão perdoados é imprescindível, portanto não deve haversentimento de condenação.Acrescido a isso, o batismo nas águas é colocado como necessário.

 

III – Com permanência.

a) “E consideremos uns aos outros para nos incentivarmos ao amor e às boas obras. Não deixemos de nos reunir como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia” (v.24,25).

b) Nesses versículos lê-se, por duas vezes, a expressão “uns aos outros”; e ambas falam de um encorajamento mútuo. Há também duas advertências: “Não deixemos de nos reunir como igreja, segundo o costume de alguns” e “vocês veem que se aproxima o Dia”. Todos esses encorajamentos e advertências contribuem para que as pessoas não apenas entrem, mas continuem na presença de Deus.

c) Para permanecermos na presença doSenhor precisamos estar em comunhão com outras pessoas que servem a Cristo, e nunca deixar de nos reunirmos como igreja. Quando nos reunimos, somos edificados; quando nos isolamos, enfraquecemos. Talvez o maior alerta seja: “[…] vocês veem que se aproxima o Dia”. Jesus está para voltar e Ele levará aqueles que estiverem na presença dEle.

 

Concl. Para irmos à presença de Deus precisamos fazê-lo por meio de Cristo. Nesta aproximação, a sinceridade, a fé, a purificação devem ser realidade dentro de nós. Para permanecermos na presença divina eestarmos preparados para a volta de Cristo; precisamos, também, estar juntos como igreja.

Pastor Silas Zdrojewski