O livro de Salmos não foi escrito por um único autor;na verdade trata-se de uma coletânea de escritos de vários autores, que viveram em épocas diferentes. Cerca de 73 salmos são atribuídos a Davi.Os salmos foram compostos por um período de quase mil anos, datando desde o tempo de Moisés (1400 a.C.) até o cativeiro babilônico (586a.C.). O capítulo que lemos abre o livro de Salmos, de alguma forma, dá uma base para o livro; pois aborda as diferenças entre o justo e o ímpio.Assunto este que será abordado em muitos dos capítulos do livro.

O capítulo que lemos fala sobre a felicidade que vem como resultado de uma vida conduzida pelos preceitos divinos, e também mostra a infelicidade daqueles que desprezam a Deus.

 

 I – O que deve ser evitado para a construção de uma vida feliz.

a) “Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores!” (v.1).

b) Não seguir o conselho dos ímpios – Ímpio é alguém que não tem vida piedosa, vida comprometida com Deus. Não imitar a conduta dos pecadores – os referenciais devem ser pessoas de caráter nobre. Não se assentar na roda dos zombadores (pessoas que escarnecem, zombam, desprezam, ridicularizam os outros e se vangloriam) –não ter convívio comprometedor com pessoas que adotam esse tipo de comportamento. O texto mostra que o salmista estava mais preocupado com a caminhada do que com a chegada, pois a chegada será resultado da caminhada.

c) Deus, como um pai maravilhoso, diz não aos Seus filhos para que eles sejam felizes. Atentemos para cada “não” que a Bíblia coloca.

 

II – O que deve ser agregado para a construção de uma vida feliz.

a) “[…] sua satisfação está na lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite. É como árvore plantada à beira de águas correntes”. (v.2,3).

b) Ter satisfação, prazer na lei do Senhor e meditar nela constantemente constrói um caminho para a felicidade. Meditar = resmungar, remoer, refletir. Essa meditação traz vida como uma árvore plantada junto a ribeiros de água.

c) Estar junto a ribeiros de água é estar em contato com a Palavra de Deus, em oração, com a igreja, participar de GPs, etc.

 

III – Resultados de uma vida que se conduz dentro das orientações acima.

a) “Dá fruto no tempo certo e suas folhas não murcham. Tudo o que ele faz prospera” (v.3b).

b) Aquele que está no Senhor e anda segundo o que Ele propõe frutificará no devido tempo, sempre terá vida e experimentará prosperidade. Uma árvore não dá fruto todo o tempo, mas ela precisa estar viva o tempo todo para poder frutificar.

c) Estejamos em Cristo, que é a fonte da vida, assim não murcharemos, e sim frutificaremos e prosperaremos.

 

Concl. Este salmo mostra que a construção de uma vida feliz depende do caráter. Essa construção se realiza quando prestamos atenção em cada “não” da Palavra de Deus, e quando agregamos as coisas que Deus nos propõe. Assim, experimentaremos felicidade, frutificação e prosperidade.

Pastor Silas Zdrojewski