capa-material-post

Confie nos fatos, não nos sentimentos Nº31

1) Quebra Gelo

Você já deu de cara com um cachorro bravo ou outro animal feroz, que preferia esquecer?
Alguém já o chamou de “verme” ou coisa parecida? Por que?
Você tem um irmão mais velho? Há alguém que, para você, é como se fosse um irmão mais velho?

2) Entendendo a Palavra

Salmos 22

Todos nós já experimentamos sentimentos de abandono. As palavras do primeiro versículo foram repetidas por Jesus Cristo quando estava pendurado na cruz, indicando que até mesmo Ele se sentiu isolado de Deus Pai. Quando nos sentimos afastados de Deus, podemos ser tentados a questionar sua existência ou a duvidar de que ele seja capaz de nos resgatar. Em tais ocasiões, devemos confiar não nos sentimentos, mas nos fatos. Devemos nos lembrar de quem Deus é o que Ele fez por seu povo no passado.
Quando as coisas não vão bem, podemos nos sentir como um “verme”, tal como Davi. Mas Deus se importa conosco e nos ajudará. Outros podem zombar de nós, duvidando de que o Senhor seja realmente capaz de nos salvar. Devemos ignorar essas pessoas, pois sabemos que Deus está pronto para nos resgatar. Ele já nos ajudou antes, desde nosso nascimento, e certamente nos ajudará agora.
Temos a ajuda de um Deus que compreende nossa dor. Jesus Cristo experimentou a mais terrível condição que se possa imaginar durante sua vida na terra e sua morte sacrificial na cruz. Foi espancado, crucificado e destituído de sua dignidade. Jesus sabe como nos sentimos quando sofremos dor física ou emocional. Ele sabe como é ser traído e rejeitado por aqueles a quem amou. Cristo está conosco e nos ajudará quando sofrermos.
Davi louvaria a Deus no meio do povo, porque sua libertação em particular merecia um testemunho público. Deus pode libertar-nos maravilhosamente nos momentos de nossos sofrimentos particulares, porém devemos estar preparados para oferecer um louvor público por seu cuidado.
As gerações futuras dependem de nossa fidelidade hoje. Se ensinarmos nossos filhos a respeito do Senhor, eles também ensinarão os seus, e assim por diante. Se falharmos em falar com nossos filhos sobre o Senhor, poderemos interromper o elo de influência de Deus em relação às gerações futuras. Devemos ver nossos filhos e todas as pessoas jovens que encontramos, como futuros líderes . Se formos fiéis às oportunidades hoje, estaremos afetando beneficamente o futuro.

4) Aplicando a Palavra

Quando você está aflito e sentindo-se abandonado até por Deus, como você fica: incrédulo; choroso; irado; com dó de si mesmo; deseja voltar para barriga da sua mãe; deseja a morte; procura barganhar com Deus; ou crê, a despeito do cenário absolutamente árido?
Ajuda lembrar, que Jesus passou pelas mesmas coisas?
Os versículos 1-21 se alternam entre a fé e o desespero. Se a “fé” é o teto, e o “desespero” é o chão, onde você se encontra hoje espiritualmente? Por quê?

5) Desafio a Vivenciar

Quando experimentarmos a dor da rejeição, devemos concentrar-nos na esperança e na vitória que Deus nos promete.

Equipe de Coordenação dos GPs

FAÇA O DOWNLOAD

Share this post