SITE

Contando histórias para mudar vidas

Ao iniciar nossa jornada através deste tema tão especial, gostaria de fazer uma reflexão com você. Pensemos juntos em uma situação hipotética:

No um fim de ano de muito trabalho, no qual você teve muitas conquistas e perdas, você se reúne com sua família e amigos –  as pessoas que você mais ama e  que fazem todas as suas lutas valerem a pena. Em um ambiente de amor, a fraternidade está no ar. As crianças estão correndo e brincando, os adultos conversando e rindo dos memes da vida; um momento incrível. E, você alí, feliz por estar cercado por pessoas tão especiais. Mas, algo inesperado acontece, você sente um calor preencher seu peito, um arrepio subindo pelas costas, e uma voz doce e amável fala com você. O mais incrível é que esta voz não é ouvida apenas pelos seus ouvidos, mas você a sente dentro de si mesmo, uma sensação de paz e amor que te faz sentir-se completo.

Então, essa voz lhe diz que em alguns minutos o seu Pai vai lhe levar para o céu, que toda sua jornada de lutas aqui na terra iria terminar e uma eternidade de plenitude e paz estaria adiante, e você tem uma oportunidade especial de dizer algo que marque a vida dos seus amados antes da sua partida, qual seria o tema?

Você cogitaria dizer coisas triviais como, ‘o boleto que vence segunda’? ‘a água está no fogão’? ‘quero ser enterrado com uma camisa azul’?

Certamente não. As palavras seriam escolhidas com cuidado, e o conteúdo selecionado para gerar o maior impacto nas vidas deles, de forma a abençoá-los.

Em uma situação bastante semelhante a desta história,, Jesus, antes de ser crucificado,  entregou para seus discípulos a orientação contida no texto de Marcos 16.15 que diz, “Vão pelo mundo todo e preguem o evangelho a todas as pessoas”.

Tenha em mente que esta era uma mensagem escolhida com carinho por Jesus para seus amados em seus últimos momentos com eles. Algo que ele valorizava muito e que certamente impactaria a vida deles e a história da humanidade.

Olhando para este desafio, percebemos que Jesus nos dá a missão de falar dele para TODAS as pessoas do mundo!

 

Agora, precisamos entender que vamos nos comunicar com pessoas muito diferentes, com percepções e históricos singulares, logo, a forma que transmitiremos os conteúdos bíblicos impactarão diretamente na qualidade da compreensão destas pessoas.

Para abreviar nossa caminhada nesta matéria, gostaria de apresentar dois estilos de aprendizagem que podem ser considerados na comunicação do evangelho.

  • Abstrato, que é feito através da transmissão direta de teorias, conceitos e idéias.
  • Concreto, feito por meio de histórias, testemunhos e parábolas.

Ambas as formas são importantes e precisam ser usadas, porém, estima-se que 80% da população ocidental tem maior facilidade na absorção do estilo concreto, logo, precisamos dar uma atenção especial a esta forma de aprendizagem.

Contar histórias e exemplos para explicar conhecimentos profundos não é algo originado na sociedade moderna, na bíblia vemos Jesus usando parábolas para contextualizar conceitos extremamente profundos que, de outra forma, possivelmente não seriam entendidos.

Gostaria de encorajá-lo a viver a missão de Jesus e falar Dele para todas as pessoas, entretanto sempre tendo um cuidado especial na forma de comunicação afim de que eles realmente consigam compreender a mensagem. Histórias e testemunhos bem transmitidos podem ajudar a conquistar pessoas para Jesus que, através das teorias e mensagens diretas, não compreenderiam o valor do presente que você está lhes oferecendo.

Rodrigo Leandro Kuster Alves

Rodrigo Leandro Kuster Alves

Pastor auxiliar na Primeira IEQ, líder do ministério de adolescentes @madieq. Esposo da Tabea Alves e pai do Kalel. Gestor na empresa Crossby Comunicação e Marketing. Graduado em teologia pela Faculdade evangélica do Paraná e em marketing pela Universidade Positivo. Pós graduado em Inteligência de negócios pela Faculdade Opet.

Share this post