SITE

Poupar é importante

  A importância de poupar em tempos difíceis!

Inversão de prioridades no orçamento pessoal, gastar mais que do que se ganha, gastos desnecessários com o supérfluo e um excesso de consumismo com a moda e outras demandas que parecem ser necessidade podem gerar situações constrangedoras. Diz-se que “o estresse da vida moderna é o resultado de pessoas que andam estressadas demais porque compram o que não precisam, com um dinheiro que não têm, para mostrar o que possuem a quem não gostam”.

No Brasil, há 60 milhões de consumidores que estão endividados. Segundo SPC o (Serviço de Proteção ao Crédito), as despesas com juros têm levado nossa população à inadimplência.

Diante desse cenário, seguem algumas dicas de como administrar melhor o seu dinheiro obtido com muito esforço.

  1. Planeje os gastos: de nada adianta saber o quanto se ganha se não sabe o quanto se gasta.
  2. Evite dívidas desnecessárias: principalmente com os cartões de crédito e limites bancários.
  3. Não empreste e nem pegue dinheiro emprestado. Procure não ser avalista.
  4. Fique atento para não fazer negócios ilegais, por exemplo: jogos de azar, pois o sustento do homem vem de Deus, e o meio definido pelo Senhor para obtê-lo é o trabalho.
  5. Antes de ir ao supermercado, faça uma lista do que realmente precisa ser consumido.
  6. Planeje com antecedência a obtenção de bens maiores, mais valiosos.
  7. Sempre compare os preços antes de sair as compras. Não realize compras a prazo sem calcular os juros.
  8. Zele pela economia doméstica, cuidando para que nada seja desperdiçado. No Evangelho de João, capítulo 6, comenta-se a multiplicação realizada por Jesus, ocasião em que ele tinha em mãos apenas dois peixes e 5 pães. No versículo 12, Jesus disse aos discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca”, o resultado das sobras recolhida foram 12 cestos.

Temos aqui um princípio importante ensinado pelo mestre, guardar hoje para não faltar amanhã. Por meio dessa passagem, de certa forma Jesus também nos ensina a economizar. Poupar em tempos difíceis é uma disciplina um tanto complicada para algumas pessoas, mas, se houver empenho, o ato de poupar pode se revelar em ser um estilo de vida que tornará essa área muito mais tranquila e prazerosa na medida ideal.

Lembro-me de quando entreguei para as minhas filhas cofrinhos do tipo porquinho, e as motivei a poupar e economizar agora para não faltar mais tarde. Tenho satisfação, pois percebo que elas aprenderam a boa lição e vivem em padrão de vida equilibrado, não ultrapassam os limites de suas posses. Não há ostentação, pois elas sabem dar cada passo de acordo com os limites de segurança e tranquilidade.

Poupar implica manter os pés no chão. Provérbios 14:15 enfatiza: “ O inexperiente acredita em qualquer coisa, mas o homem prudente vê bem onde pisa “, ou seja, seus passos são guiados de forma a não crer apenas nas promessas e equívocos da economia do país.

Ainda em Provérbios, podemos conferir: “Há quem dê generosamente e veja aumentar suas riquezas; outros retêm o que deveriam dar e caem no problema” – (Provérbios 11:24). Dar, contribuir e ser generoso ao próximo é uma prática do cristão autêntico, porém economizar é uma atitude inteligente, similar a plantar e esperar para colher e, depois, celebrar a boa colheita.

Diante disso, importa um alerta: dívidas podem ser resolvidas com disciplina e equilíbrio nos gastos. Precisando de ajuda, prefira pedir conselhos de pessoas sérias e especializadas no assunto, mas procure não depender de outros para continuar a viver.

Poupemos e coloquemos em prática as palavras do nosso maior exemplo; Jesus Cristo – “onde estiver o seu tesouro ali estará seu coração”. Façamos uso do dinheiro sem que sejamos por ele dominados, pois a falta ou o excesso dele podem sinalizar problemas nesse trato. Vamos usá-lo com sabedoria, consumir o que é necessário e, com um coração voluntário, vamos investir em tempo oportuno em uma obra maior: o Reino de Deus.

Pr Josmar Prussak

Pr Josmar Prussak

Pastor auxiliar em tempo integral, desde 2001, membro do Comitê Administrativo e do Conselho Diretor Local, Administrador do CETE - Centro de Estudos e Treinamento Esperança, Gestor de Ministérios da Primeira IEQ. Graduado em administração de empresas pela faculdade OPET, casado com a pastora Magda Prussak, é pai de Andrielli e Amanda e avô de três preciosidades: Kauê, Marcelo e Agnes.

Share this post