IMG_4744

Sacerdócio nos Grupos Pequenos

O texto de 1 Pedro 2:5-9 afirma que “vocês também estão sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual para serem sacerdócio santo, oferecendo sacrifícios espirituais aceitáveis a Deus, por meio de Jesus Cristo (…) Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.

Os sacerdotes aparecem no Antigo Testamento. Eles eram homens escolhidos por Deus (não era possível se candidatar ou se escolher a si mesmo para isto) e eram escolhidos para um propósito: servir a Deus com suas vidas oferecendo sacrifícios. O sacerdócio dessa época servia como uma alegoria ou “símbolo de algo que viria acontecer”, referindo-se ao ministério vindouro de Jesus Cristo. Essa função simbólica de representar o Messias deixou de ser necessária quando Jesus Cristo entregou-se como sacrifício perfeito na cruz e completou a obra de remissão dos pecados. Por isso Jesus disse “Está consumado” em Jo 19.30 e a partir desse momento as pessoas poderiam vir diretamente a Deus por meio do grande sumo sacerdote, Jesus Cristo (Hebreus 4:14-16). Não mais há, agora, qualquer mediador terreno entre Deus e o homem, como existia no sacerdócio do Velho Testamento (I Timóteo 2:5). Que grande privilégio, podermos estar na presença de Deus!

O Senhor nos chama de “sacerdócio real” e isso nos dá uma identidade e nos traz responsabilidades. Como sacerdotes somos representantes de Deus, intercessores, aqueles que servem O Rei com suas vidas. Essa realidade sacerdotal deve ser vivida de várias formas: como pais, como adoradores (músicos ou não), como aqueles que compartilham do evangelho, como aqueles que ensinam sobre as verdades divinas e também como pastores que cuidam de outros. É exatamente isso que fazemos nos grupo pequenos: somos sacerdotes reais! Que servem o grande Sumo Sacerdote Jesus. Sem dificuldades podemos associar as funções dos sacerdotes com as de um facilitador de GP, mas as responsabilidades de sacerdotes cabem a todos os que são cristão. Então, temos nos grupos pequenos a oportunidade maravilhosa de praticar o sacerdócio universal, servindo uns aos outros, abençoando uns aos outros em amor, e juntos estando na presença de Jesus Cristo.

Pense um pouco nessa afirmação a respeito de nós: somos chamados “reis e sacerdotes” e “sacerdócio real” Somos são chamados assim porque a salvação não é meramente um “seguro de vida eterna” para escaparmos do inferno. Antes, os somos chamados por Deus para serví-Lo ao oferecer sacrifícios espirituais, ou seja, sendo pessoas dedicadas em boas obras. Em nossos grupos pequenos, como sacerdotes do Deus vivo, louvamos Àquele que nos deu o grande dom do sacrifício de Seu Filho em nosso lugar, e em resposta, devemos dividir esta maravilhosa graça com outros.

O versículo de 1 Pedro 2.5 diz que estamos “sendo utilizados como pedras vivas na edificação de uma casa espiritual”, uma casa, assim como um grupo pequeno não é construída com apenas uma pedra (ou um só tijolo), mas com muitos deles. Somos sacerdotes e pedras vivas, estamos “suportando uns aos outros por amor de Cristo” Ef 5.21, estamos dando suporte, apoiando, dando sustentação uns aos outros, como um tijolo dá sustento para o próximo tijolo na construção de um casa.

Precisamos entender e agir como representantes legítimos do Deus Altíssimo, sacerdotes reais. A beleza disso é que somos TODOS sacerdotes em Jesus, o Sumo Sacerdote Eterno, e ministramos um na vida do outro, construindo juntos uma casa espiritual que glorifica o nome Dele!

CARLOS NÁPOLI VIEIRA (CARLINHOS)

CARLOS NÁPOLI VIEIRA (CARLINHOS)

Pastor de jovens @altafrequenciacwb, dirigente de louvor e supervisor de Grupos Pequenos na Primeira IEQ. Marido da Suelen e pai das gêmeas Alice e Ana. Compositor e vocalista na @indeleveloficial. Um dos líderes do GKPN Youth e da Semana de Avivamento (SDA). Graduado em Engenharia Ambiental pela UNESC e pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho pela UTFPR. Bacharel em Teologia pelo CVQ.

Share this post